Notícias

Faixa na cabeça do bebê pode representar riscos

Postado por : Clinica Cauchioli
12 ago 16

Clinica Cauchioli - Blog - Faixa na cabeca
 
Recentemente, uma publicação de um osteopata viralizou na internet. No texto, José Eduardo Souza alerta os pais sobre os riscos de usar faixas apertadas na cabeça do bebê. Confira:
 
“Na última semana recebi em meu consultório um bebê com queixas de refluxo gastroesofágico e insônia, várias causas podem estar relacionadas a esses sintomas mas o que me chamou atenção foi o uso de uma faixa na cabeça. Sabemos que a sutura occiptomastóide pode sofrer uma compressão devido ao uso dessa faixa, o nervo vago (que comanda o sistema gastrointestinal) passa próximo deste local mais precisamente forame jugular e pode ter sua função alterada, podendo gerar sintomas, o uso da faixa pode estar correlacionado com os sintomas.
Estudos já comprovaram que os ossos do crânio se movimentam e no bebê esse movimento é facilmente percebido, no momento do nascimento todos os ossos do crânio são constituídos por um só tecido, a ossificação não está formada e isso permite uma flexibilidade articular imprescindível para o funcionamento de todo corpo. Diferentes fatores podem perturbar o movimento e a flexibilidade do crânio do bebê, um desses fatores pode ser essa FAIXA.
 
Os bebês, em alguns momentos dão sinais que a FAIXA está incomodando e interferindo em outros sistemas do corpo:
 
– O bebê se movimenta muito para tirar a faixa;
– O bebê muda o comportamento podendo ficar inquieto ou sonolento;
– No dia em que usou a faixa dorme mal;
– No dia que usou a faixa aumenta o refluxo gastroesofágico;
– Alteração do funcionamento do sistema gastrointestinal.
 
Um Osteopata pode correlacionar as disfunções do crânio com os sintomas do bebê.
O tratamento osteopático não exclui o tratamento do médico pediatra, para um beneficio maior do bebê ambos devem ocorrer simultaneamente.”

 
Embora ainda não existam provas científicas que relacionem o uso das faixas ao refluxo, é importante estar atento aos sinais que a criança passa e priorizar o conforto no momento de escolher as roupinhas e acessórios. As faixas devem ser feitas de tecidos leves e nunca devem ficar apertadas.
 
Existe um outro risco: a possibilidade da criança tentar retirá-la e se enforcar. Portanto, é muito importante observar o comportamento do bebê com o acessório.